SharePoint

Saeb lança revista sobre 25 anos do SAC na Bahia

Os números do SAC são impressionantes. Durante os 25 anos de atividade, levando cidadania à população baiana, já foram registrados mais de 215 milhões de atendimentos. Desde o início, em 1995, com a primeira unidade no Comércio, até o posto mais recente, inaugurado no Terminal Pituaçu, já são 79 unidades na Rede, incluindo as três carretas do SAC Móvel. São postos na capital em bairros populosos, como Cajazeiras e Periperi, e outros em grandes shoppings da cidade. No interior já são 21 postos, sem contar as 40 unidades do Ponto SAC. No total, as unidades do SAC já chegaram a 63 municípios baianos. 

Diante desse cenário, após um minucioso trabalho de pesquisa e entrevistas, surgiu a revista em comemoração aos 25 anos do SAC na Bahia. O lançamento do produto jornalístico aconteceu nesta terça-feira (29), através do Microsoft Teams, com mediação do assessor de Comunicação da Secretaria da Administração (Saeb), Rodrigo Vilas Bôas. A transmissão do evento já está disponível no YouTube da Saeb.
 
O evento teve a participação do secretário da Administração, Edelvino Góes, que ressaltou o orgulho do povo baiano em relação ao SAC e a necessidade do processo constante de inovação na Rede. “No setor público, já que não há concorrência e busca por lucro, a pressão e o alto nível de exigência da sociedade é que forçam a inovação na prestação de serviço. Hoje, o SAC é referência e modelo de atendimento ao público na Bahia”, ressaltou.

O diretor-superintendente do SAC, Flávio Barbosa, também participou do lançamento. Ele falou sobre o desafio de gerir a Rede. "Neste período de pandemia, conseguimos vencer pela dedicação e comprometimento dos mais de 2,7 mil colaboradores", disse, lembrando que o modelo de atendimento do SAC, cuja expertise está presente em diversos órgãos públicos do Estado, foi incorporado pelo Tele Coronavírus, lançado em 24 de março deste ano. 

O serviço - hoje desativado - era gratuito e colocava a população em contato direto com profissionais voluntários da área de saúde, através do número 155, orientando o cidadão em caso de dúvida sobre a Covid-19. O call center contava com a participação de 45 funcionários do SAC na linha de frente, recepcionando as ligações dos cidadãos. O know-how da Rede SAC também foi utilizado para levantamentos estatísticos: quantidade de ligações, tempo médio de atendimento e de espera, demanda de ligações por região, dentre outros.

Outra frente de ação da Rede SAC na pandemia, como pontuou o diretor-superintendente, foi a atuação no Laboratório Central de Saúde Pública (Lacen), introduzindo uma série de intervenções em suas rotinas e processos de trabalho, que vão desde padronização de fluxos até mudanças de layout, passando por remanejamento, ampliação e capacitação de equipes.
 
A revista dos 25 anos do SAC é uma produção da Saeb, através da Assessoria de Comunicação (Ascom), com editoração gráfica da P55 Edição. A publicação aborda vários aspectos do SAC, desde a criação da Rede, em 1995, até os dias atuais. "O nosso esforço foi o de colocar no papel 25 anos de história. São 63 páginas com matérias, depoimentos, entrevistas e fotografias de um serviço que não para de evoluir", afirmou o coordenador da Ascom​, Rodrigo Vilas Bôas. O link da versão eletrônica da revista está disponível para download aqui​, no perfil do Instagram da Saeb e no site da secretaria (www.saeb.ba.gov.br). ​

Fonte: Saeb